Voltar 

O MILAGRE DA ATERRAGEM EM VILA DA PONTE

240 Km à hora, a velocidade mais baixa para manter o grande e poderoso avião AIRBUS A380 no ar.

A aproximação à estrada tornou-se um pouco dificultada, devido aos ventos laterais; todavia, dada a grandeza e peso do avião, este conseguiu aproximar-se em linha recta à "dita pista improvisada".

O Pânico agora assenhorou-se do Piloto, visto que no fim da pista improvisada estava uma ponte, e imediatamente mais à frente uma pequena casa, que, caso não conseguisse travar o grande reactor, seria um embate explosivo e catastrófico.
................................A velocidade foi de 220 Km quando o Quadrimotor AIRBUS da TAP, com 380 passageiros a bordo, cheio ainda de combustível, preparado só para aterrar em Macau na China, pousou na pequena recta de Vila da Ponte, a célebre estrada nova e variante de Vila da Ponte, sem desvios ou entraves nesta, conseguindo parar completamente aos 750 metros após o pouso, ou seja, em plena ponte nova conforme se pode verificar na figura da direita.
Prodígio e perícia do Piloto conseguiu evitar o pior.

As quatro estações de Televisões de Portugal rapidamente se aproximaram, para a reportagem do evento que tomou proporções nacionais e internacionais.
Alguns meses depois o Piloto e Co-Piloto

 
vieram a ser distinguidos pelo Presidente da República Portuguesa, com a mais alta condecoração

  Voltar